rss
email
twitter
facebook

segunda-feira, 12 de abril de 2010

# Pilar dos Santos

Pilar é jovem, dona de uma beleza simples mas única.
cheia de objectivos, decidida, feliz ... até se apaixonar.
no dia em que se apaixonou a firmeza nas palavras deram lugar a uma voz tremula reveladora de uma insegurança.
Pilar nunca se havia deixado levar por essa coisa dos sentimentos por um alguém especial, amava os amigos e a família, apenas estes e isso chegava-lhe para se sentir feliz e completa. quando se sentiu apaixonada descobriu uma parte nova da nova.
dedicou-se como nunca se dedicara a alguém, viveu o grande amor da sua vida. aquele amor que só se vive uma vez na vida e ou se agarra ou acabaria por ser mais uma mulher que se contentava com o "ele faz-me sentir bem".
fez tudo por esse amor, um amor que foi vivo apenas por ela.
chegou o dia em que ela desistiu de viver esse amor, e bateu a porta suavemente; sem grandes alaridos - Pilar sempre prezou pela discrição. o que ela não sabia é que esse amor que viveu, o amor que a fez criar uma imagem bela de um homem e uma mulher juntos, também destruiu por completo essa imagem.
hoje, Pilar foca-se em si e no seu sucesso profissional. quer proporcionar à sua família e aos seus amigos grandes momentos de orgulho; já não acredita no amor.
sente-se mais ou menos feliz, sabe que deu o seu melhor em todos os momentos daquele amor.
Pilar perdeu o brilho, fechou o coração.
de tudo o que viveu tirou uma lição valiosa: se não é suficiente para alguém, esse alguém também não será suficiente para ela.

1 comentários:

smiling sorrow disse...

Já era de prever

Enviar um comentário